segunda-feira, 8 de março de 2010



Alguém arrisca defender a não-existência de uma carga ideológica?

Um comentário: